6 de ago de 2009

GM adianta lançamentos para melhorar no mercado

DETROIT, 5 de agosto (Reuters) - A General Motors deve usar parte do financiamento que restou de seu processo de reestruturação para acelerar o lançamento de novos veículos, como parte de foco em reconquistar parcela perdida de mercado, afirmou o presidente do conselho da companhia, nesta quarta-feira.

Ed Whitacre, antigo presidente-executivo da empresa de telefonia AT&T, fez o comentário um dia depois de concluir sua primeira reunião como presidente do conselho reorganizado de diretores da GM.

Ao longo dos dois dias da reunião, os diretores solicitaram que a montadora, agora controlada majoritariamente pelo governo norte-americano, adiante o início da produção de alguns modelos planejados, citando uma fraqueza da nova companhia reorganizada.

"É importante para nós melhorar nossa participação no mercado. Isso se traduz para a principal linha e isso é importante para essa empresa", disse Whitacre a um pequeno grupo de jornalistas em teleconferência organizada pela GM. "Precisamos aumentar o número de veículos vendidos."

Whitacre foi um de 10 outros executivos nomeados para o conselho reorganizado com o apoio do Tesouro dos Estados Unidos, que atualmente controla quase 61 por cento da GM.

O conselho, com 13 membros, apoiou de maneira unânime o presidente-executivo da montadora, Fritz Henderson, nesta primeira reunião, segundo Whitacre.

Henderson tomou posse em março deste ano, quando o governo Obama pediu ao seu antecessor Rick Wagoner para renunciar. Desde o começo, Henderson enfrentou dúvidas se ele seria uma escolha interina para administrar a montadora.

Whitacre não quis detalhar quais modelos da GM foram escolhidos para produção acelerada. No passado, a montadora normalmente não divulgava esse tipo de informação detalhada sobre seus produtos devido a riscos de concorrência.

Mas a medida do conselho da GM de gastar mais com novos lançamentos marca uma inversão de uma posição mantida desde o final do ano passado, quando começou a atrasar projetos para economizar no caixa.

Whitacre assegurou que todos os diretores compartilham a visão de que a economia está melhorando e passaram grande parte da reunião discutindo como a GM poderia tirar proveito da melhora nas vendas.

A GM teve 19,5 por cento de participação de mercado durante os primeiros sete meses do ano --incluindo as marcas Saab, Hummer e Saturn, que planeja se desfazer. A companhia perdeu participação de mercado ao longo dos anos a marcas importadas lideradas pela Toyota Motor. A Toyota é segunda maior marca no mercado dos EUA, com uma participação de mercado de 17 por cento.

 Retirado de UOL Carros

Montadoras

FIAT (118) CHEVROLET (103) VOLKSWAGEN (92) FORD (63) HYUNDAI (60) KIA (47) NISSAN (47) RENAULT (47) GRUPO FIAT (44) TOYOTA (44) HONDA (41) DODGE (34) CHRYSLER (33) GM (33) PEUGEOT (29) FIAT-CHRYSLER (25) JAC (24) ALFA ROMEO (23) CITROËN (22) LAMBORGHINI (16) FERRARI (15) GRUPO CHRYSLER (14) JEEP (14) CHERY (13) HYUNDAI - KIA (12) PSA (12) MASERATI (11) GRUPO VW (10) RENAULT-NISSAN (10) MERCEDES-BENZ (9) AUDI (7) BMW (6) VOLVO (5) LIFAN (4) OPEL (4) ROSSIN-BERTIN (Vorax) (4) SUZUKI (4) ABARTH (3) MITSUBISHI (3) RAM (3) SAAB (3) ASTON MARTIN (2) BMW-i (2) CADILLAC (2) LANCIA (2) LAND ROVER (2) MG (2) PORSCHE (2) TATA (2) GEELY (1) LINCOLN (1) MAHINDRA (1) MAZDA (1) MINI (1) PAGANI (1) SMART (1)