13 de set de 2012

Hyundai HB20: a revolução dos coreanos enfim chega ao Brasil de forma plena

Autoesporte
Enquanto no resto do mundo o dia 12 de setembro de 2012 (ontem) entrará na história por conta do novo iPhone 5 (que você pode ver aqui no Qubo Start), no Brasil, o dia ficará marcado como a revelação do esperado concorrente da Hyundai para Volkswagen Gol, Fiat Palio e companhia, o HB20. Você vai conferir neste post as informações a respeito do carro, fotos, preços e equipamentos e, claro, as primeiras impressões do FVC. Vale a pena mudar para a Hyundai? O HB20 faz bonito como sugere o visual?

Gol e Palio, tremam de medo, o Hyundai HB20 chegou. Ok, talvez nem tanto assim. O compacto da Hyundai chega com bom custo-benefício: ar condicionado, direção hidráulica, airbags frontais, vidros e travas elétricas e computador de bordo (o essencial) de série, mas esperava um preço mais perto dos R$ 28 mil, afinal, Gol e Palio com esses equipamentos estão tão próximos de R$ 32 mil quanto os R$ 31.995 pedidos pelo sul coreano naturalizado brasileiro. A Hyundai, porém, ainda pode preparar uma versão mais em conta e sem alguns desses equipamentos.

O HB20 começa a ser produzido no dia 20 deste mês, em Piracicaba. Essa fábrica tem condições de produzir cerca de 150 mil carros por ano. Desse número, 90 mil unidades (cerca de 7.500/mês) devem ser do hatch, e o restante de uma versão sedã já confirmada que chega em março do ano que vem, além de uma versão aventureira. O lançamento do modelo está marcado para o dia 10 de outubro. E a Hyundai quer vender 25 mil unidades (um mês do VW Gol) até dezembro deste ano, média de 6.250/mês.
O interior é bem cuidado: sem rebarbas, encaixes bem-feitos e bons materiais. Além disso, tem aquele ar de Hyundai mais caro. O HB20 também está na frente de seus concorrentes nesse aspecto. (Hyundai Motor Brasil / Divulgação)

Equipamentos: custo-benefício não é tão matador, mas é bom

O Novo Gol é pobre de equipamentos, mas tem um preço inicial mais em conta do que o HB20: R$ 27.990. Equipando-o com airbag, ABS, direção hidráulica e ar-condicionado (vidros e travas elétricas são de série), o preço sobe para R$ 32.950. Mais caro do que o HB20, mas aceitável, pois já conta com o ABS, o que não vem no coreano.

Porta-malas de 300 litros é maior do que Gol (285) e
Palio (280) (Hyundai/Divulgação).
Hyundai fez questão de manter mimos vistos em carros mais
caros da empresa. (Hyundai/Divulgação)
O Palio também não é tão equipado (o hatch da Fiat é até que bem completo, mas a partir da versão 1.4). Deixando o preço de partida, R$ 28.440, e equipando o italiano com ar-condicionado, vidros e travas elétricas e faróis de neblina (Kit Creative I) mais airbag duplo e freios ABS (pacote HSD, que é atrelado ao Kit Comfort -- porta óculos, volante com regulagem de altura e 3º apoio de cabeça traseiro), chegamos aos R$ 33.280. Compensa mais dar uma olhada no 1.4 que, equipado com ar (o resto já é de série, inclusive o HSD), sai por R$ 35.942.

Motores: "o motor ultramoderno do seguimento, mais potente que Gol e Palio..."

O HB20 tem dois motores: 1.0 três cilindros e 1.6 (ambos vindos da Kia, marca pertencente ao grupo; o primeiro equipa o Picanto e o segundo o Cerato), justamente as mesmas opções disponíveis no Gol. A diferença é que os motores do Hyundai são mais potentes do que os de seu arquirrival -- "pena" que a marca decidiu não utilizar os "comerciais superlativos" para o compacto (veja mais ao fim do post).

Enquanto o 1.0 do HB20 rende 80 e 76 cv com álcool e gasolina, respectivamente, os números do Gol são 76 e 72 cavalos. Em se tratando de motores 1.6, os as potências são as seguintes: 128 e 122 cv para o coreano e 104 e 101 cv para o alemão. HB20 ganha de lavada nesse quesito.

Já contra o Palio, há mudanças: o italiano também tem uma versão 1.4, mas os motores de entrada da Fiat são tão fracos que chega a dar vergonha: 75/73 cv (e/g) para o 1.0, 88/85 cv para o 1.4. No caso do 1.6, a montadora italiana até que vai bem: 117 e 115 cavalos. O HB20 também se sai vitorioso.

Autoesporte


Manutenção & Garantia: preços fixos e 05 anos

A Hyundai Motor Brasil (como se chama a companhia sem-Caoa) anunciou que a garantia de 05 anos sem limite de quilometragem, item tradicional de seus veículos, se mantém no HB20. Além disso, prometeu preços de revisão fixos e "honestos" e dará de "brinde", na faixa, as duas primeiras visitas à concessionária (revisões de 10 e 20 mil km).

Quer saber quanto custará cada revisão do HB20? 
Então, curta o FVC no Facebook e confira!

Falando em concessionária, você não encontrará o HB20 na maioria das concessionárias tradicionais do Grupo Caoa. Algumas até venderão o modelo, mas a marca planeja ter 150 pontos de venda exclusivos da linha HB. Até o fim do ano, esse número deve chegar aos 200 pontos. Como identificar uma dessas concessionárias? Além da sigla "HMB" antes do nome da revenda, elas contarão com o "Blue Gate", uma espécie de adorno nas portas na cor azul, diferente do tradicional prata das concessionarias Hyundai-Caoa.

Quanto ao seguro, a marca diz que  custará R$ 1300 para as versões 1.0 e R$ 1600 para as 1.6. E ponto. É isso mesmo, independente do perfil do dono do veículo.
Design: o calcanhar de Aquiles. Da concorrência

Vamos combinar que, por mais simpático que seja o Novo Palio ou por menos que o Gol desvalorize por conta de suas linhas simples, ambos não batem o desenho do novo Hyundai (o que dizer do Etios?). A marca conseguiu, com um enorme sucesso, importar as linhas em escultura fluída de seus modelos maiores e mais caros, como do sedã Elantra e do Novo i30.

Teasers do HB já mostravam o tão desejado DNA Hyundai.
E só Deus sabe como essas linhas são desejadas pelos brasileiros! Não adianta, é a assinatura da Hyundai, que só ela tem, só ela sabe fazer e que caiu no gosto do povo. Imagina quando se tornar conhecimento público que a marca está lançando um modelo acessível com as tais linhas... Com a tal grade hexagonal, com os tais faróis esticados e trabalhados, com aquelas laterais vincadas e agressivas ou com aquela traseira de Novo i30. Não vai ter jeito. E as concorrentes devem saber bem do que estou falando. Não é à toa que a Chevrolet se empenhou um pouquinho mais para não lançar o Onix tão feio como Cobalt e Agile.

O design acaba sendo o ponto-chave do HB20: é ele que transmite o poder da Hyundai de "enfeitiçar" os consumidores; é ele que passará a mensagem: "olha, eu tenho um Hyundai"; é ele que será assunto de conversa e de  pescoços virados. Claro, os motores modernos, o bom custo-benefício, a excelente garantia e a promessa de manutenção simples e barata irão ajudar na hora do consumidor decidir trocar a marca pela qual está acostumado, mas o design... O design o fará assinar o cheque. Porque será esse design que representará tudo isso. E esse design? Só a Hyundai tem.




No final...

Quando a Hyundai começou a levar sério esse negócio de crescer, fez carros tão confiáveis mecanicamente quanto os japoneses, contratou designers para criar uma identidade própria e -- quem diria -- diferente de tudo o que tinha no mercado e o mais importante: os carros tinham preço justo e inovações na hora do seguro e da manutenção.
Galeria de Fotos do HB20 no Facebook do FVC!
Só que, até então, tudo isso tinha acontecido apenas nos EUA e, em partes, na Europa. Claro, as novas linhas chegaram a todo o globo, mas o resto nem tanto (ainda mais quando se tem uma Caoa por trás). Mas agora, com o HB20, está tudo aqui: o bom preço, o bom nível de equipamentos, um seguro diferenciado e as tão atraentes linhas. Foi uma revolução lá. Imagine, então, aqui, onde a marca é tão prestigiada e desejada. Tem como impedir esse sucesso?

Versões, preços e equipamentos

HB20 Comfort 1.0: R$ 31.995 /  1.6: R$ 36.995 
Vem com ar-condicionado, direção hidráulica e airbag duplo, mas sem ABS (antitravamento) e EBD (distribuição de força) nos freios. Outros itens a destacar são computador de bordo com seis funções, regulagem de altura do banco do motorista, limpador traseiro, moldura negra para os faróis e diversos porta-trecos. 1.6 acrescenta ABS e EBD, além de detalhes na cor da carroceria e cromados.


HB20 Comfort Plus 1.0: R$ 33.995 /  1.6: R$ 38.995 
Pacote anterior, acrescido de vidros elétricos dianteiros e traseiros (one touch à frente), chave canivete com abertura de portas e desembaçador traseiro.

HB20 Comfort Style 1.0: R$ 37.995 /  1.6: R$ 42.995 (M/T) e R$ 45.995 
Acrescenta ABS e EBD, faróis de neblina, regulagens de posição da coluna de direção, retrovisor elétrico, sistema de áudio double DIN com entradas AUX e USB e comandos no volante (opcional nas versões anteriores, a R$ 995), detalhes cromados e rodas de liga de aro 14.

HB20 Premium 1.6: R$ 44.995 (M/T) e  R$ 47.995 (A/T)
Versão completíssima do compacto, oferece itens exclusivos como sensores de luminosidade e de estacionamento, volante revestido em couro, máscara dos faróis cromada, rodas de liga de aro 15 e interior em tom claro.


Comercial


[Hyundai/Divulgação (quem disse que iríamos escrever isso um dia?), Fiat/Divulgação, VW/Divulgação, UOL Carros e Autoesporte]

Montadoras

FIAT (118) CHEVROLET (103) VOLKSWAGEN (92) FORD (63) HYUNDAI (60) KIA (47) NISSAN (47) RENAULT (47) GRUPO FIAT (44) TOYOTA (44) HONDA (41) DODGE (34) CHRYSLER (33) GM (33) PEUGEOT (29) FIAT-CHRYSLER (25) JAC (24) ALFA ROMEO (23) CITROËN (22) LAMBORGHINI (16) FERRARI (15) GRUPO CHRYSLER (14) JEEP (14) CHERY (13) HYUNDAI - KIA (12) PSA (12) MASERATI (11) GRUPO VW (10) RENAULT-NISSAN (10) MERCEDES-BENZ (9) AUDI (7) BMW (6) VOLVO (5) LIFAN (4) OPEL (4) ROSSIN-BERTIN (Vorax) (4) SUZUKI (4) ABARTH (3) MITSUBISHI (3) RAM (3) SAAB (3) ASTON MARTIN (2) BMW-i (2) CADILLAC (2) LANCIA (2) LAND ROVER (2) MG (2) PORSCHE (2) TATA (2) GEELY (1) LINCOLN (1) MAHINDRA (1) MAZDA (1) MINI (1) PAGANI (1) SMART (1)