4 de mai de 2012

Freemont emplaca nas vendas do nada

Freemont teve, de uma hora para outra, uma ascensão incrível nas vendas. (Fiat/Divulgação)
Ano novo, vida nova, certo? O ditado caiu como uma luva para o primeiro "SUV" da Fiat no Brasil, o Freemont, clone do Dodge Journey. De uma hora para outra, as vendas do carro cresceram quase que exponencialmente, levando-o a assumir, acredite, a dianteira do seguimento e sair do esquecimento. Será que essa esquisitice (dentre várias outras ligadas à Fiat) de carro caro da italiana não vender acaba por aqui?

A Fiat precisa reconhecer que, desde seu lançamento, o Freemont não conseguiu atingir a meta de 1.500 vendas mensais. Na verdade, nos dois últimos meses do ano passado o resultado foi bem abaixo do esperado: em novembro, foram emplacadas 682 unidades; o vexame foi maior ainda em dezembro, com apenas 398 (!) emplacamentos.

Mas 2012 chegou, as campanhas (que nunca foram tão divulgadas assim, pelo menos na TV e em revistas) acabaram e, quando tudo jogava contra o grandalhão, eis que ele ressurge: as vendas se recuperaram em janeiro, timidamente, com a venda de 477 Freemont; em fevereiro, o número subiu para 940 (um bom resultado, considerando todo o histórico da Fiat); e em março e abril, só felicidade para a marca: 1.728 e 1.273, respectivamente.

Será que agora a marca desiste destes planos aqui?
Com o resultado nos dois últimos meses, o Freemont assumiu a liderança do seguimento, a frente de modelos como Honda CR-V (o líder até então), Chevrolet Captiva, Kia Sportage e Hyundai ix35, nessa ordem. O Tucson de antiga geração, de uma categoria inferior, vale citar, também foi passado pelo Fiat nos dois meses.

Porém, a Fiat já foi fazer besteira: aumentou o preço do carro (junto com o do Cinquecento). Por volta do dia 20 de abril, os novos preços apareceram no site, agora começando em R$ 87.800 -- antes era R$ 82.470. Voltando atrás, no dia 28, a marca percebeu o enorme erro, mas continuou com um aumento. Os preços atuais do Freemont são:
  • Freemont Emotion: R$ 85.190
  • Freemont Precision: R$ 87.290 (com sete lugares)
Agora, é tentar manter o sucesso repentino do "SUV" e, quem sabe, extender isso para outros carros mais caros da marca. Quem sabe esse problema crônico da Fiat não esteja começando a mudar, mas é bom a marca não abusar do sucesso: esse aumento no preço é um grande erro, deveriam ter esperado um pouco mais. Só falta outras esquisitices envolvendo a marca, como a má aceitação (apesar de ser líder), se resolverem para a Fiat ser sucesso pleno no Brasil.


Fonte: Fenabrave

Montadoras

FIAT (118) CHEVROLET (103) VOLKSWAGEN (92) FORD (63) HYUNDAI (60) KIA (47) NISSAN (47) RENAULT (47) GRUPO FIAT (44) TOYOTA (44) HONDA (41) DODGE (34) CHRYSLER (33) GM (33) PEUGEOT (29) FIAT-CHRYSLER (25) JAC (24) ALFA ROMEO (23) CITROËN (22) LAMBORGHINI (16) FERRARI (15) GRUPO CHRYSLER (14) JEEP (14) CHERY (13) HYUNDAI - KIA (12) PSA (12) MASERATI (11) GRUPO VW (10) RENAULT-NISSAN (10) MERCEDES-BENZ (9) AUDI (7) BMW (6) VOLVO (5) LIFAN (4) OPEL (4) ROSSIN-BERTIN (Vorax) (4) SUZUKI (4) ABARTH (3) MITSUBISHI (3) RAM (3) SAAB (3) ASTON MARTIN (2) BMW-i (2) CADILLAC (2) LANCIA (2) LAND ROVER (2) MG (2) PORSCHE (2) TATA (2) GEELY (1) LINCOLN (1) MAHINDRA (1) MAZDA (1) MINI (1) PAGANI (1) SMART (1)