3 de jan de 2014

Em 2013, Fiat reina sem novidades, GM sufoca VW e Hyundai ofusca Renault

Confira também uma análise dos 20 modelos mais vendidos em 2013


O ano de 2013 acabou e é hora de analisar o que aconteceu com o ranking de emplacamentos no ano. Se ele não foi tão empolgante a ponto de quebrar recordes e recordes de vendas -- foram 3.576.111 emplacamentos contra 3.634.421 de 2012, um decréscimo de 1,6% -- pelo menos podemos dizer que marcou mudanças. Pontuais, é verdade, mas que podem se mostrar muito mais importantes num futuro próximo.

Confira agora uma análise do mercado de carros e comerciais leves no acumulado de 2013, incluindo montadoras e modelos.

O quarteto fantástico da Fiat. (Divulgação)

As quatro grandes


Sim, no topo da tabela nada parece ter mudado: a Fiat segue isolada na liderança com uma boa vantagem e na casa dos 20% do mercado (para ser mais exato, 21,34% e 762.988 emplacamentos) de carros e comerciais leves. Depois, vêm Volkswagen e Chevrolet. E aqui já temos uma mudança: a marca americana colou nos alemães. Mesmo. A Volks ficou com 18,64% do mercado (666.751 unidades), enquanto a GM abocanhou 18,17% (foram 649.780 emplacamentos). Na verdade, a culpa é mais da Volkswagen, já que em 2012 ela fechou com 21,14% de participação e a Chevrolet com 17,68%.

Se dermos uma olhada para a vantagem da Fiat (96.237 carros) e compará-la com a da Volkswagen perante a Chevrolet (16.971 carros), é possível perceber que é muito pouco. E a norte-americana, por sua vez, tem uma vantagem ainda maior perante a outra quarta grande marca, a Ford, que fechou 2013 com 335.050 carros e 9,37% de participação, dando 314.730 emplacamentos de vantagem para a terceira colocada. Isso é um claro reflexo da renovação que a Chevrolet provocou em sua gama e já vínhamos obtendo indícios de que ela poderia até mesmo assumir a segunda posição em definitivo, através de sustos que deu na VW, provavelmente a montadora que mais sentiu perdas com a chegada de modelos como Onix, HB20 e novo Prisma entre as quatro grandes.

Vale destacar também que a Fiat não apresentou nenhuma novidade muito significativa em 2013 com exceção da Strada 3 portas e que, ainda assim, só começou a apresentar efeitos nas vendas, de fato, no mês de dezembro. Sem dúvida, então, é um feito notável, principalmente, do departamento de marketing dos italianos, ainda mais se considerarmos que as vendas da montadora passaram de aproximadamente 680 mil de 2012 para quase 763 mil em 2013.

up! tem a missão de fazer a VW respirar mais aliviada em 2014. (Divulgação)

Além disso, é bom lembrar que a Volks em 2014 tem um sério candidato a tirar o atraso da marca, que será apresentado já em fevereiro. Se trata do subcompacto up!, que promete aliar um projeto moderno, inovador e seguro a excelente custo-benefício. É esperar para ver se vai sair da promessa e como o público vai aceitar um segmento pouco explorado no Brasil.


O restante do top 10


Depois da Ford, que está bem tranquila por enquanto, a Renault continua marcando presença na quinta posição. Porém, não contaria com isso por muito tempo, já que a Hyundai tem tudo para ultrapassá-la -- e se não em 2014, em 2015 ou 2016. Os franceses obtiveram uma participação de 6,61%, com 236.349 unidades vendidas. Já os sul-coreanos emplacaram 212.917 carros, o que rendeu cerca de 5,9% do mercado. É claro que a linha HB20 (hatch e HB20S, principalmente) é a principal responsável pelo desempenho da Hyundai. E a Renault sabe bem que está ameaçada, por isso apelará para seus modelos 'puros' muito em breve, uma estratégia que deve se mostrar bem correta. O novo Sandero também pode fazer milagres pela marca.

O destaque aqui, sem dúvidas, é a Hyundai, que saiu da oitava posição e ascendeu para a sexta a ponto de ameaçar tomar a quinta, tudo em menos de dois anos e com basicamente um único modelo. Prova de que o HB20 ter caído um pouco em vendas (e ter fechado o ano no nono lugar) não é um mau sinal, mesmo considerando que o modelo já chegou a ocupar o quarto lugar.

O HB20 não derrubou o Gol, mas levantou a Hyundai. (Divulgação)

A ascensão da Hyundai provocou maiores mudanças na base da tabela, dominada pelas japonesas. Apesar da Toyota ter mantido sua sétima posição, a Honda se viu numa ligeira dança das cadeiras com os sul-coreanos. E a diferença entre as rivais históricas até que é considerável nessa zona: a Toyota vendeu 176.082 unidades e atingiu 4,92% de participação, enquanto a Honda, com 139.285 unidades, garantiu 3,89% do mercado.

A Nissan, após um período de crescimento, apesar de perder mercado (em 2012, possuía 2,88% e, em 2013, foram 2,18%), continuou na nona posição. A francesa Citroën manteve-se no top 10 e foi responsável por emplacar 66.115 unidades e atingir 1,85% de participação.


Além do top 10


Quem diria que a dona Peugeot ficaria fora do top 10... Mesmo com a chegada do 208, a principal marca do grupo PSA não conseguiu voltar a ter uma expressividade maior. Ela representa o fato de nenhuma marca ter entrado ou saído do top 10 em 2013, o que aconteceu foi apenas uma dança das cadeiras, e isso fora do top 5. A marca do leão ainda teve que aguentar cair da 11ª para 12ª colocação, já que vendeu 57.488 unidades e obteve 1,61% de participação.

IPI muito superior para importados prejudicou a Kia. (Divulgação)

Mitsubishi (do 12º lugar para o 11º) e Land Rover (do 19º em 2012 para o 17º em 2013) cresceram, enquanto a Kia atingiu uma marca lamentável por conta de seus bons modelos mas com preços pouco atrativos: vendeu 29.139 mil unidades e ficou com 0,81% do mercado, contra 41.159 e 1,13% de 2012, respectivamente. As chinesas JAC Motors e Chery venderam, respectivamente, 15.979 e, pior ainda, 8.067 carros. A Hafei, que ocupava em 2012 o 19º lugar, agora ocupa o 25º.


Top 25: montadoras


Confira qual montadora ocupou cada posição no acumulado de 2013:
  1. FIAT
  2. VW
  3. GM
  4. FORD
  5. RENAULT
  6. HYUNDAI
  7. TOYOTA
  8. HONDA
  9. NISSAN
  10. CITROËN
  11. MITSUBISHI
  12. PEUGEOT
  13. KIA
  14. JAC
  15. BMW
  16. MERCEDEZ-BENZ
  17. LAND ROVER
  18. CHERY
  19. AUDI
  20. SUZUKI
  21. IVECO
  22. DODGE
  23. JEEP
  24. VOLVO
  25. HAFEI
Caras novas e antigas no top cinco de 2013. (Divulgação)

Top 20: modelos


Confira os 20 carros e comerciais leves mais vendidos do ano:
  1. VW Gol (253.915 emplacamentos)
  2. Fiat Uno/Mille (183.877 emplacamentos)
  3. Fiat Palio/Palio Fire (176.392 emplacamentos)
  4. Ford Fiesta/Fiesta Rocam (136.131 emplacamentos)
  5. VW Fox/Crossfox (129.120 emplacamentos)
  6. Fiat Grand Siena/Siena EL (129.120 emplacamentos)
  7. Fiat Strada (122.496 emplacamentos) 
  8. Chevrolet Onix (121.929 emplacamentos)
  9. Hyundai HB20 (121.868 emplacamentos)
  10. Renault Sandero (102.046 emplacamentos) 
  11. VW Voyage (89.414 emplacamentos)
  12. Chevrolet Classic (86.626 emplacamentos)
  13. Chevrolet Celta (74.411 emplacamentos)
  14. VW Saveiro (72.147 emplacamentos)
  15. Ford EcoSport (65.896 emplacamentos)
  16. Chevrolet Prisma (60.963 emplacamentos)
  17. Honda Civic (60.702 emplacamentos)
  18. Chevrolet Cobalt (59.525 emplacamentos)
  19. Chevrolet S10 (54.016 emplacamentos)
  20. Toyota Corolla (53.871 emplacamentos)

Aqui, o Gol mostra que, dos VW, foi o que menos se abalou com as novidades de seu segmento ao ocupar a liderança pelo 27º ano consecutivo. Apesar disso, sofreu uma queda: em 2012, havia emplacado 293.293 carros, cerca de 40 mil unidades a mais do que nesse ano. Porém, o Fiat Uno despencou legal: em 2012, foram emplacadas 255.838 veículos, uma perda de pouco mais de 70 mil unidades. Da Fiat, sem dúvida, foi o modelo mais abalado. Apesar de ambas as situações, a vantagem do Gol caiu bastante: de 292.200 veículos em 2012 foi para apenas pouco mais de 70 mil carros em 2013.

Já o Palio perdeu volume, mas bem pouco: em 2012, foram 186.384 emplacamentos. Enquanto isso, o Fox era o quarto em 2012, com 167.685 emplacamentos. E, em 2014, ele tem tudo para perder um pouco mais se não ganhar novidades. Se ele caiu, o Siena aproveitou para empatar na quinta posição, com um bom crescimento, já que em 2012 o modelo tinha emplacado apenas 103.547 carros. Outro que cresceu foi o Ford Fiesta, que com a chegada do New brasileiro, ocupou o quarto lugar em 2013, contra as 113.546 unidades do Rocam em 2012, responsáveis por levar o modelo ao sétimo lugar naquele ano. O New Fiesta mexicano, contabilizado separadamente em 2012, havia emplacado apenas 10.304 unidades.

Prisma, eleito melhor lançamento de 2013 pelo blog, cresceu e vai continuar crescendo. (Divulgação

VW Voyage, Chevrolet Cobalt e Classic foram os sedãs que perderam uma quantidade considerável de unidades vendidas. Em compensação, o Prisma saiu do 24º lugar em 2012 (com apenas 34.932 unidades) para ocupar a 16ª posição em 2013. Nesse ano que está começando, o sedã tem tudo para passar seus irmãos de casa e até mesmo o Voyage. O Civic cresceu cerca de 10 mil emplacamentos e tomou a liderança do Corolla.

Quem desapareceu do top 20 foi o Agile, ofuscado pelo Onix, bem como Ford Ka, Fiat Punto e Renault Duster. O Celta também foi outro que perdeu um enorme destaque, já que em 2012 ocupava a quinta posição, com pouco mais de 137.500 emplacamentos. Em 2013, amargou a 13ª.

O que achou das mudanças trazidas pelo ano de 2013?

Chegada do Onix derrubou os irmãos Celta e Agile. (Divulgação)

[Com informações de AutoInforme, Fenabrave e Autoesporte]



Montadoras

FIAT (118) CHEVROLET (103) VOLKSWAGEN (92) FORD (63) HYUNDAI (60) KIA (47) NISSAN (47) RENAULT (47) GRUPO FIAT (44) TOYOTA (44) HONDA (41) DODGE (34) CHRYSLER (33) GM (33) PEUGEOT (29) FIAT-CHRYSLER (25) JAC (24) ALFA ROMEO (23) CITROËN (22) LAMBORGHINI (16) FERRARI (15) GRUPO CHRYSLER (14) JEEP (14) CHERY (13) HYUNDAI - KIA (12) PSA (12) MASERATI (11) GRUPO VW (10) RENAULT-NISSAN (10) MERCEDES-BENZ (9) AUDI (7) BMW (6) VOLVO (5) LIFAN (4) OPEL (4) ROSSIN-BERTIN (Vorax) (4) SUZUKI (4) ABARTH (3) MITSUBISHI (3) RAM (3) SAAB (3) ASTON MARTIN (2) BMW-i (2) CADILLAC (2) LANCIA (2) LAND ROVER (2) MG (2) PORSCHE (2) TATA (2) GEELY (1) LINCOLN (1) MAHINDRA (1) MAZDA (1) MINI (1) PAGANI (1) SMART (1)