24 de mar de 2011

VW lança Jetta americano para combater japoneses no Brasil

As fotos são do modelo europeu, já que a VW ainda não divulgou o brasileiro
A Volkswagen está lançando seu novo sedã médio no Brasil, a nova geração do Jetta, que foi desenvolvida especialmente para o mercado americano (mas que será vendida em outros mercados). Agora, sem ser derivado do Golf e com identidade própria, o modelo tem chances de se tornar mais barato (o que parece não ter acontecido no Brasil), e quem sabe, encostar nos sedãs japoneses (e franceses, e americanos, e coreanos, e italiano...).


O Jetta cresceu, mas sua categoria está um pouquinho mais abaixo, aposentando o Bora em nosso mercado e sua antiga geração. Cresceu 9 cm em comprimento (4,64 m) e no entre-eixos (agora, 2,65), ou seja, mais espaço para as pernas.

A nova geração traz preço um pouco salgado, mas já traz mais itens em sua versão básica (agora são duas). Aliás, existe um certo abismo entre os preços das versões, com R$5.000 de difrença apenas para o modelo automático/manual.

Interior menos sofisticado, comparado à antiga geração
A Comfortline (substitutua do Bora) custa R$65.750, manual, ou R$70.005, automática, e traz ABS, airbags frontais e laterais, rodas de 16 pol. e pneus 205/55, sensores de estacionamento tanto na traseira quanto na dianteira, computador de bordo e rádio CD com MP3 e Bluetooth. O motor é 2.0 do Golf, com 116/120 cv e torque de 17,7/18,4 mkgf. O câmbio é manual de cinco marchas.

A Highline (substituta da antiga geração) custa R$89.520 (!) e traz, além dos itens da de entrada, controle de estabilidade, rodas 17 pol. com pneus 225/45, ar-condicionado automático de duas zonas, volante multifuncional (com trocas de marcha) e banco de couro. O motor é um turbo 2.0 com injeção direta, só a gasolina, com 200 cv e 28,5 mkgf. O câmbio é automatizado com dupla embreagem, de seis marchas.

Tudo bem que o Jetta traz equipamento pesado, cresceu e tem a fama da "mãe" Volkswagen, mas será que vale todo esse preço? A Amarok tá aí e não deixa mentir... Uma política de preços melhores poderia ser a arma certa, afinal, concorrentes como Corolla e Civic têm esse preço (e o Civic é o Civic, o mesmo vale para o Corolla), enquanto Linea (considerado pela própria VW) e Vectra começam perto dos R$55.000 e ainda tem o sucesso de vendas da Kia, o Cerato, perto dos R$50.000.

O Jetta ainda pode surpreender? Claro, afinal, tem todas essas qualidades e não deixa de ser bonito, mas com preço melhor, seria mais fácil.

Traseira com um quê de Audi

Fotos: VW/Divulgação

Novo Jetta

Montadoras

FIAT (118) CHEVROLET (103) VOLKSWAGEN (92) FORD (63) HYUNDAI (60) KIA (47) NISSAN (47) RENAULT (47) GRUPO FIAT (44) TOYOTA (44) HONDA (41) DODGE (34) CHRYSLER (33) GM (33) PEUGEOT (29) FIAT-CHRYSLER (25) JAC (24) ALFA ROMEO (23) CITROËN (22) LAMBORGHINI (16) FERRARI (15) GRUPO CHRYSLER (14) JEEP (14) CHERY (13) HYUNDAI - KIA (12) PSA (12) MASERATI (11) GRUPO VW (10) RENAULT-NISSAN (10) MERCEDES-BENZ (9) AUDI (7) BMW (6) VOLVO (5) LIFAN (4) OPEL (4) ROSSIN-BERTIN (Vorax) (4) SUZUKI (4) ABARTH (3) MITSUBISHI (3) RAM (3) SAAB (3) ASTON MARTIN (2) BMW-i (2) CADILLAC (2) LANCIA (2) LAND ROVER (2) MG (2) PORSCHE (2) TATA (2) GEELY (1) LINCOLN (1) MAHINDRA (1) MAZDA (1) MINI (1) PAGANI (1) SMART (1)