17 de jan de 2012

GM, com Mini Captiva, o Beetle verde e a Toyota, com seu novo híbrido, tentando ser menos careta [Salão de Detroit/Parte 2]

Continuando a cobertura do Salão de Detroit (você pode ver a primeira parte aqui), iremos falar das três marcas que envolvem-se na busca pela liderança global de vendas: GM, Volkswagen e Toyota. Conceitos e modelos reais disputaram a atenção dos americanos (e do resto do mundo também), e aqui vão os destaques.


GM: grande novidade, Mini Captiva não rouba atenção dos americanos

Apesar de ser da Buick, o DNA Chevrolet está presente.
A GM foi considerada decepcionante em sua passagem por Detroit esse ano. Apesar de ter levado bastante coisa -- a Chevrolet apresentou dois conceitos (cupês, um de 3 portas, como o Veloster), Sonic esportivado e o novo Malibu (que, por conta do IPI, está em risco para chegar por aqui); a Cadillac apresentou o ATS, um sedã para concorrer com Audi A4 e cia.; e a Buick, a grande aposta do grupo, o Encore --, não foi suficiente para se igualar às outras duas grandes, Ford e Chrysler.

Para ajudar, o "Mini Captiva" foi quase ignorado pela imprensa americana. Apesar disso, o Buick Encore é um bom carro, bonito e bem acabado. Com "vestígios" de Viva (projeto brasileiro que gerou um SUV compacto conceito, que antecipou linhas do Agile), o Encore é um SUV compacto/crossover fabricado na Coreia do Sul e que, pasmem, "o centro de estilo da América do Sul, e mesmo a Chevrolet, não estão relacionados com projeto", segundo o vice-presidente de design global da Buick. Você se pergunta: e daí?

Com essa declaração, feita ao UOL (que diz ser confiável, já que Edward T. Welburn havia assegurado que o Cruze viria para cá, em 2008), se põe em cheque se o modelo realmente assumirá a marca Chevrolet por aqui e se enfrentará o EcoSport. Há quem diga que o carro seria uma carta guardada para uma próxima rodada, apenas se for realmente necessário. Na Europa, porém, a Opel já desenvolve sua versão, portanto, a briga com EcoSport ocorrerá no velho continente.

Design atraente, interior bem acabado, semelhança com o Captiva e o moderno motor Ecotec 1.4 turbo (o mesmo do Sonic), com 142 cavalos: mesmo sem estepe na traseira, o Encore poderia fazer um estrago na estreia do novo EcoSport. Espero que ele venha!

Novo Beetle ganha sua versão elétrica


Todo mundo sabe que, nos EUA e na Europa, hoje em dia, grande parte dos novos carros já vêm com uma versão verde, elétrica ou híbrida. Com o novo Beetle, da Volkswagen, não foi diferente. A marca prometeu uma versão elétrica e, antes, uma versão conceitual. Agora, em Detroit, ela surge de um modo um pouco diferente.

O besouro se transformou em um bug, como diz o nome, VW e-Bugster Concept. Para isso, o teto ficou 9 cm mais baixo e os para-choques ganharam LEDs. Já a parte sustentável do modelo é responsável pelo motor elétrico de 85 kW/115 cv e baterias de íons de lítio, com autonomia de 160 km. Com apenas meia hora, 80% das baterias já podem ser recarregadas, graças ao modo de Recarga Rápida.

Com novo conceito, Toyota quer mostrar que tenta mudar imagem de careta


Os japoneses, quando se trata de design, são um pouco caretas, é verdade (tirando a Nissan, que faz algumas coisas... diferentes, às vezes), e a Toyota não foge desse estereótipo. Os executivos, porém, parecem terem cansado de ter essa imagem, afinal, todas as outras marcas procuram se diferenciar no design para se tornarem sucesso (sim, estou falando de Hyundai/Kia). Esse conceito tem linhas arrojadas e super futuristas para ninguém botar defeito, e tudo com uma elegância que dá um toque a mais.

Para tentar mudar sua imagem de careta, a marca vem investindo em esportivos e conceitos diferenciados. O NS4 é um deles. Sedã de quatro portas, híbrido (do tipo plug-in, ou seja, que vai na tomada), com tela touch screen que controla som, ar, baterias, GPS, aprende as suas preferências e também tem câmeras e radares para monitorar pontos do carro e prever colisões e atropelamentos, intervindo nos freios e mudando de faixa, se for preciso. Até os vidros ganharam toques especiais: eles evitam acúmulo de água e têm um filtro contra raios ultra-violeta.

Pena que, provavelmente, ele não chegará as ruas, e fará os pescoços virarem num Toyota de verdade, afinal, nada foi falado sobre a produção do carro. Quem sabe, os japoneses não conseguem fazer mais um (antigo) New Civic? E dessa vez, da Toyota.



Fontes e fotos: UOL Carros | MotorDream | Divulgação

Montadoras

FIAT (118) CHEVROLET (103) VOLKSWAGEN (92) FORD (63) HYUNDAI (60) KIA (47) NISSAN (47) RENAULT (47) GRUPO FIAT (44) TOYOTA (44) HONDA (41) DODGE (34) CHRYSLER (33) GM (33) PEUGEOT (29) FIAT-CHRYSLER (25) JAC (24) ALFA ROMEO (23) CITROËN (22) LAMBORGHINI (16) FERRARI (15) GRUPO CHRYSLER (14) JEEP (14) CHERY (13) HYUNDAI - KIA (12) PSA (12) MASERATI (11) GRUPO VW (10) RENAULT-NISSAN (10) MERCEDES-BENZ (9) AUDI (7) BMW (6) VOLVO (5) LIFAN (4) OPEL (4) ROSSIN-BERTIN (Vorax) (4) SUZUKI (4) ABARTH (3) MITSUBISHI (3) RAM (3) SAAB (3) ASTON MARTIN (2) BMW-i (2) CADILLAC (2) LANCIA (2) LAND ROVER (2) MG (2) PORSCHE (2) TATA (2) GEELY (1) LINCOLN (1) MAHINDRA (1) MAZDA (1) MINI (1) PAGANI (1) SMART (1)