2 de jul de 2012

Ford brasileira clama por novidades para ficar mais tranquila quanto a Renault e Hyundai

No fim do ano passado, o FVC publicou um post falando como a aliança Renault-Nissan havia crescido demais aqui no Brasil, provavelmente, sendo as que mais cresceramCom isso, cada vez mais a montadora francesa incomoda a Ford. Em junho, apenas dois pontos percentuais separaram as vendas de ambas as marcas (com vantagem para a Ford), fazendo a americana se mexer. Ou quase isso.


A Ford corre contra o tempo para colocar as suas novidades no mercado, porque já estamos cansados de apresentações e flagras. Tanto é que praticamente todo mundo já sabe as novidades da marca: primeiro, o novo EcoSport; depois, nova Ranger; e futuramente, uma reestilização para o New Fiesta, novos Fusion e Focus, além de uma nova geração para o Ka (incluindo versão sedã). Mas o que "pega" é a demora dessas novidades em chegarem às concessionárias.
Ranger chega em agosto, a partir de R$ 61.900. (Ford/Divulgação)
O EcoSport, por exemplo, já foi apresentado à imprensa e até mesmo ao público milhares de vezes. Foram eventos fechados para imprensa ou até mesmo shows e apresentações em shoppings com famosos e uma grande pompa. O projeto está pronto, mas não chega ao mercado por alguma razão secreta. O mesmo acontece com a Ranger (que já teve até mesmo os preços revelados; veja aqui).


A marca espera que com essas grandes (e repetidas) apresentações o público espere por suas próximas atrações. Mas será que as pessoas terão tanta paciência para esperar? O EcoSport perdeu a liderança seguidas vezes para o seu arquirrival Duster, que é mais barato do que a nova geração do jipinho com certeza será (a não ser que a Renault faça uma "atualização" no preço), além de ter três anos de garantia, o que é dúvida no norte-americano. No caso da Ranger, a S10 está aí, fazendo tanto sucesso quanto a sua época de ouro, e a da Ford ainda não chegou.


Outras novidades, como Fusion e Focus, são meras adaptações de carros já vendidos/apresentados em outros países, a demora poderia ser menor para uma marca que não está em seu melhor momento de vendas. Vale, ainda, lembrar que a Hyundai está na cola de ambas as montadoras, que em junho venderam 9,90% e 7,11%.
Novo Focus é muito mais atraente, e pode conseguir fazer o sucesso esperado mas nunca obtido, de fato, principalmente na versão sedã. (Ford/Divulgação)
A Ford é uma grande montadora e não merece perder o seu posto aqui no Brasil, mas pelo contrário. Por seus novos modelos, que são muito atraentes, pelos planos de apenas ter veículos globais e pela qualidade apresentada ultimamente, tudo sem esquecer do design (o que hoje em dia é um item valioso, ainda mais contra Renault -- pela falta de -- e Hyundai -- que está muito bem nessa área). Deveria é estar em melhor posição, mas não está. Então, é melhor é se mexer com mais velocidade e não adotar preços exorbitantes como no New Fiesta.


[UOL Carros / Ford]


Montadoras

FIAT (118) CHEVROLET (103) VOLKSWAGEN (92) FORD (63) HYUNDAI (60) KIA (47) NISSAN (47) RENAULT (47) GRUPO FIAT (44) TOYOTA (44) HONDA (41) DODGE (34) CHRYSLER (33) GM (33) PEUGEOT (29) FIAT-CHRYSLER (25) JAC (24) ALFA ROMEO (23) CITROËN (22) LAMBORGHINI (16) FERRARI (15) GRUPO CHRYSLER (14) JEEP (14) CHERY (13) HYUNDAI - KIA (12) PSA (12) MASERATI (11) GRUPO VW (10) RENAULT-NISSAN (10) MERCEDES-BENZ (9) AUDI (7) BMW (6) VOLVO (5) LIFAN (4) OPEL (4) ROSSIN-BERTIN (Vorax) (4) SUZUKI (4) ABARTH (3) MITSUBISHI (3) RAM (3) SAAB (3) ASTON MARTIN (2) BMW-i (2) CADILLAC (2) LANCIA (2) LAND ROVER (2) MG (2) PORSCHE (2) TATA (2) GEELY (1) LINCOLN (1) MAHINDRA (1) MAZDA (1) MINI (1) PAGANI (1) SMART (1)