26 de mar de 2013

Fiat perde chance de deixar Uno competitivo (como ele se sairá no futuro?) e lança série especial bizarra

Série especial College tem alterações visuais de gosto duvidoso. (Fiat/Divulgação)

A Fiat anunciou ontem (25) a chegada da linha 2014 do seu "meio" carro-chefe, o Novo Uno. É uma pena, porém, que a marca tenha decidido não fazer alterações no modelo. Lançado em 2010, é inegável que o Uno já dá alguns sinais de cansaço. O lançamento da versão 2014 só mostra que é muito pouco provável uma atualização em termos visuais ainda este ano, então, pelo menos, a montadora italiana poderia ter revisto os pacotes de equipamentos e os preços das versões. A Fiat perdeu a chance de torná-lo mais competitivo em tempos de Novo Palio vendendo muito, Hyundai HB20 e Chevrolet Onix.

O modelo Uno, que aparece nos relatórios de vendas da Fenabrave, ainda depende muito das vendas do Mille para estar onde está e, ainda assim, nos últimos meses, não vai bem das pernas, levando sustos com a aproximação do Palio e do HB20. A Quatro Rodas diz que, segundo a Fiat, a vantagem do Novo Uno perante o Velho Uno é bem pequena: 55% das vendas são do modelo de 2010, contra 45% da primeira geração, que sobrevive até hoje após reestilizações. A grande dúvida é como o tal modelo Uno ficará nas vendas a partir do ano que vem, já que é certeza que o Mille sai de cena no fim deste ano.

As barras no teto vêm do Uno Way; retrovisores, maçanetas e moldura dos quadrados estéticos são na cor vermelha. (Fiat/Divulgação)

A Fiat poderia começar a preparar o terreno agora, ao manter o preço atual e deixando o Novo Uno mais equipado, pelo menos a partir da versão intermediária, Attractive. Digo isso porque o Novo Uno começa nos R$ 26.140 (Vivace 1.0 2P) com airbag duplo e ABS de série, é verdade, mas com itens como desembaçador com ar quente (ar-condicionado, então...), direção hidráulica, terceiro apoio de cabeça do banco traseiro, vidros e travas elétricas e pré-disposição para rádio como opcionais. Estas ausências em particular também se repetem nas versões Way 1.0 (R$ 28.890, 4P) e Economy 1.4 (R$ 29.860, 4P).

Por que a Fiat não mexeu?


Se algum carro da Fiat não vai bem (não que esse modelo seja o Novo Uno, em específico), não é por falta de tentativa da montadora, que sempre se mexe rápido para responder às movimentações do mercado. Só devem existir duas explicações básicas para a montadora italiana não ter feito grandes alterações nas versões do Novo Uno:
Interior ganhou detalhes nas cores azul e vermelho
na série College. (Fiat/Divulgação)
  1. Com o fim do Mille, o modelo será barateado para ocupar a posição de seu atual companheiro; ou
  2. Ela desistiu de ver no Uno seu modelo-chefe e voltará a apostar as suas fichas no Palio para tal posição.
Como estão as coisas (e isso é só um palpite), torceria para a primeira hipótese, afinal, o Novo Uno não deixa de ser um projeto moderno, ainda mais em comparação com o Mille. Já pensou como seria interessante um carro desses mais próximo da faixa dos R$ 20 mil do que dos atuais R$ 25/30 mil? 

Porém, há rumores de que a marca prepara um Palio Fire com 85% de alterações para ocupar tal cargo, segundo o Autos Segredos. A Car And Driver, por sua vez, diz que a marca considera ambas as opções, sendo uma questão de escolha entre "vantagem industrial" (o Novo Uno utiliza a mesma plataforma de modelos como Novo Palio e Grand Siena) e "vantagem econômica" (o Palio Fire é um projeto já pago). Vale lembrar que, atualmente, o Mille Fire Economy 1.0 começa em R$ 22.100 e o Palio Fire 1.0, R$ 24.100.


A bizarrice do colégio


Bem, não é totalmente verdade que a Fiat não preparou novidade para a linha 2014 do Novo Uno. A marca apresentou uma série especial, que será produzida até o mês de julho, segundo o Autos Segredos. Com base na versão Vivace (1.0 EVO, 4P), ela é a College. Não recomendaria a compra dela simplesmente por um motivo: ela é bizarra em suas 'diferenciações' mas, como gosto é algo subjetivo... Porém, acho que nem assim, é muito feia mesmo!

As rodas são sempre pintadas na cor branca. (Fiat/Divulgação)

Segundo a marca, a ideia é "reafirmar um design irreverente" com o Uno College, que será oferecido apenas nas cores branca e azul Vitality (que estreia no Novo Uno). Além disso, detalhes no interior e no exterior são pintados de vermelho, além de adesivos e badges alusivos à versão. Ar condicionado, direção hidráulica, faróis de neblina, travas e vidros elétricos, limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro, volante com regulagem de altura, pré-disposição para rádio e econômetro (entre outros) são os itens de série. Tudo por R$ 33.470 (quem dera essa não fosse a lista do Vivace normal).

A versão Sporting também ganha roda de liga leve na cor preto fosco, enquanto as versões Vivace e Economy passam a ter na lista de opcionais nova roda de liga leve aro 14. Todas as versões também contam agora com um novo rádio com entrada USB como opcional. 

As "mudanças" foram suficientes para você?


[Fiat]


Montadoras

FIAT (118) CHEVROLET (103) VOLKSWAGEN (92) FORD (63) HYUNDAI (60) KIA (47) NISSAN (47) RENAULT (47) GRUPO FIAT (44) TOYOTA (44) HONDA (41) DODGE (34) CHRYSLER (33) GM (33) PEUGEOT (29) FIAT-CHRYSLER (25) JAC (24) ALFA ROMEO (23) CITROËN (22) LAMBORGHINI (16) FERRARI (15) GRUPO CHRYSLER (14) JEEP (14) CHERY (13) HYUNDAI - KIA (12) PSA (12) MASERATI (11) GRUPO VW (10) RENAULT-NISSAN (10) MERCEDES-BENZ (9) AUDI (7) BMW (6) VOLVO (5) LIFAN (4) OPEL (4) ROSSIN-BERTIN (Vorax) (4) SUZUKI (4) ABARTH (3) MITSUBISHI (3) RAM (3) SAAB (3) ASTON MARTIN (2) BMW-i (2) CADILLAC (2) LANCIA (2) LAND ROVER (2) MG (2) PORSCHE (2) TATA (2) GEELY (1) LINCOLN (1) MAHINDRA (1) MAZDA (1) MINI (1) PAGANI (1) SMART (1)