16 de out de 2013

Fiat lança Strada de seis anos atrás

Por trás do visual bonito, Strada esconde o peso da idade e o fato de ter ficado para trás.

Strada e mais uma moda da Fiat: as três portas na cabine dupla. (Fiat/Divulgação)

A Strada de três portas enfim chega ao mercado. O lançamento ocorreu ontem à noite (dia 15) e as unidades chegam aos concessionários no mês que vem. Não é caso de segredo, pois a própria Fiattinha divulgado o visual e a novidade das portas em seu Facebook. Ainda não se trata de uma nova geração, infelizmente, mas as mudanças garantem uma sobrevida à picape líder de seu segmento, que anda meio apagado ultimamente.

O design da traseira foi o ponto que recebeu mais atenção. Se antes as linhas eram bem genéricas (não que fossem feias), aliadas a uma frente emprestada de seus irmãos, agora, a Strada ganhou mais personalidade. As linhas estão mais fortes e marcantes.

Laterais da Strada, as mesmas desde 1998, enfim mudaram. Mas não estava na hora de mudar mais? (Fiat/Divulgação)

Apesar desse ganho, não se pode deixar de notar que muitos elementos utilizados na reestilização saíram das linhas trazidas pelo Palio 2008, lançado em 2007, assim como o Siena daquele ano, que continua sendo vendido hoje na versão EL. Isso representa um atraso de seis anos, no mínimo. E o pior é que, atualmente, a Fiat do Brasil já está prestes a abandonar muitos desses traços que tentam compor um family-feeling para a nova versão da picape.

Um claro exemplo são as laterais. Mais vincadas e menos lisas, possuem as mesmas linhas vistas naquele Palio (chamado de quatro, o de visual mais polêmico), Siena e Palio Weekend -- os dois últimos podem ser vistos até hoje, mas estão com os dias contados; o primeiro foi embora porque fracassou. As lanternas são claramente inspiradas nas do sedã, que já possui uma nova geração, o Grand Siena. Este, por sua vez, conta com elementos mais condizentes com a atual tendência seguida pela marca.

Strada Working ganha nova frente, um tanto quanto rebuscada. Desenho da janela da cabine estendida também mudou. (Fiat/Divulgação)

Enquanto isso, é inegável que a frente da Strada já dá sinais de cansaço. Ela mudou recentemente, no meio do ano passado, e agora permanece a mesma com exceção da versão Working. Só que, mais uma vez, essa frente foi lançada com o Siena de 2008. Em 2012, a versão de entrada foi  "esnobada" pela montadora e não recebeu alterações, mas dessa vez o para-choque tende às peças utilizadas no Novo Uno e Novo Palio, só que aqui com um desenho um tanto quanto poluído e exagerado.

Outra tentativa de "pegar" elementos mais atuais dentro da gama da Fiat encontra-se na tampa da caçamba (que continua sendo removível e com fechadura), que possui parte sobressalente, também presente nos novos Palio e Uno. Algo de muito mal gosto são os novos grafismos de cada versão na dianteira, exceto pelo da Adventure. São adesivos gigantescos que não fazem nada a não ser poluir o agradável design da traseira.

A grafia identificadora de cada versão poluiu demais a caçamba da Strada. Tinha necessidade disso tudo, Fiat? (Fiat/Divulgação)

Três portas e a humildade da Fiat


Maior novidade da Nova Strada, as três portas estarão disponíveis em todas as versões cabine dupla. Segundo Autoesporte, trata-se de uma ideia que foi patenteada pela Fiat (não o uso das três portas, mas o uso das três portas numa picape compacta, algo inexistente no mundo), portanto, a VW precisará adotar outra solução se quiser entrar nesse mercado. A montadora italiana se diz orgulhosa de seu feito, que visa "revolucionar os conceitos de conforto e comodidade para o usuário desse segmento".

"Um mecanismo simples, engenhoso, com ótima solução estética, e que foi inteiramente desenvolvido pela engenharia da Fiat no centro de Pesquisa e Desenvolvimento Giovanni Agnelli, em Betim, MG."

De fato, a melhoria ao acesso ao banco traseiro é de 100%, ainda segundo a marca, já que a abertura passou de 0,5 para 1,0 metro quadrado. A terceira porta está localizada ao lado direito, sendo do tipo reversa. Isso acarretou na eliminação da coluna central e adoção de reforços na estrutura para compensar essa retirada. Uma maçaneta especial, visível apenas internamente, também foi desenvolvida pela equipe de engenheiros da marca.

O acesso ao banco traseiro está mais fácil com as três portas. (Fiat/Divulgação)

Mais caçamba e mais título


Com as mudanças estéticas das laterais, a Fiat aproveitou para aumentar a altura da caçamba em oito centímetros. Agora, a Strada possui o título de caçamba com o maior volume de carga no segmento de picares compactas. Na cabine simples, ela leva mais 120 litros; na estendida, 110l; e na dupla, mais 100l.


Mudanças na gama


A Fiat decidiu cortar o número de opções, mas só um pouco: a versão Working continua disponível com o motor 1.4, agora EVO e com 85/86 cavalos (gasolina e etanol, respectivamente), e nas opções de cabine simples, estendida ou dupla; já a Trekking, que conta com o motor 1.6 E.torQ de 115/117 cv (g/e), passa a ser oferecida apenas com cabine dupla; a Adventure, por sua vez, continua com versões cabine estendida ou dupla e motor 1.8 E.torQ de 130/132 cv (g/e).

Novidades em equipamentos também: airbag duplo e freios ABS passam a ser de série em todas as versões. Além disso, a Strada introduz a central multimídia Mopar (marca da Chrysler para acessórios originais) para os modelos da Fiat, que conta com GPS, TV, câmera de ré, DVD, MP3 e Bluetooth. Segundo Autos Segredos, em breve, Novo Palio, Grand Siena, Siena EL, Palio Weekend/Adventure, Bravo e Idea também poderão ser equipados com ela, pelo preço de R$ 3.172, 40 -- mas a marca não divulgou mais informações oficiais a respeito. No total, uma linha de 40 acessórios serão ofertados para a Strada. Confira mais ao fim do post.

No interior, a novidade é o novo volante. (Fiat/Divulgação)

No final...


Visualizando o carro e apenas o carro, sem fatores externos, a Strada está muito bem em termos estilísticos (em todo o resto, o bom conjunto permanece). Digo mais: provavelmente, ela nunca esteve tão bonita. E incrementos, como as três portas e o aumento na capacidade de carga, aliado a um segmento que está devagar quase parando, farão a Strada permanecer onde está por um bom tempo, com certeza, continuará vendendo o dobro de seus concorrentes com certa facilidade.

> Confira mais fotos da Strada no Facebook do FVC

Por outro lado, essa reestilização mostra como o futuro da picape é incerto (para nós): ela parou no meio de dois tempos, o daquele do Palio de 2008, e o de hoje, do Novo Palio (2011) e do Grand Siena (2012), e não sabe qual rumo tomar daqui para frente. Irá crescer? Trocará de nome? Se despedirá? Aproveitará o Novo Uno e não mais o Palio? A Fiat, com certeza, já sabe a resposta para tudo isso, mas enquanto a montadora contar com essa Strada, com o Siena EL e com o Palio Weekend -- todos desatualizados -- mostrará uma parte de sua linha que está, simplesmente, cansada, pedindo para mudar, pedindo novidades e um ar mais global.

O problema é muito mais da marca do que do carro. A Fiat deixou outros modelos, da própria linha Palio inclusive, evoluir a tal ponto que essa reestilização da Strada chega a quase não ser suficiente para demonstrar novidade.



Versões, preços, equipamentos, opcionais e acessórios


  • Strada Working Cabine Simples 1.4 EVO - R$ 33.750
Alertas de limite de velocidade e manutenção programada, computador de bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso), controle eletrônico da aceleração, follow me home, ganchos para amarração de carga na caçamba, previsão para som (fiação + cabo para antena), protetor de caçamba, relógio digital, ABS e airbag duplo, entre outros.

Strada Working. (Fiat/Divulgação)

  • Strada Working Cabine Estendida 1.4 EVO - R$ 36.870
Itens da C.S.
  • Strada Working Cabine Dupla 1.4 EVO 3 PORTAS - R$ 42.330
Itens da C.S mais travas e vidros elétricos.

Strada Trekking. (Fiat/Divulgação)

  • Strada Trekking C. D. 1.6 E.torQ 3P - R$ 48.360
Itens da Working C.D. mais ar condicionado, direção hidráulica, porta-óculos, entre outros. Agora, o Locker (diferencial blocante) está disponível como opcional, já que antes era exclusivo da Adventure.

Strada Adventure. (Fiat/Divulgação)

  • Strada Adventure C. E. 1.8 E.torQ - R$ 49.480
Itens da Trekking mais pneus de uso misto, rodas de liga leve aro 16, banco do motorista com regulagem de altura e chave canivete com telecomando.
  • Strada Adventure C. D. 1.8 E.torQ 3P - R$ 54.360
Itens da Adventure C.E.



[Fiat, Autoesporte, Autos Segredos]


Montadoras

FIAT (118) CHEVROLET (103) VOLKSWAGEN (92) FORD (63) HYUNDAI (60) KIA (47) NISSAN (47) RENAULT (47) GRUPO FIAT (44) TOYOTA (44) HONDA (41) DODGE (34) CHRYSLER (33) GM (33) PEUGEOT (29) FIAT-CHRYSLER (25) JAC (24) ALFA ROMEO (23) CITROËN (22) LAMBORGHINI (16) FERRARI (15) GRUPO CHRYSLER (14) JEEP (14) CHERY (13) HYUNDAI - KIA (12) PSA (12) MASERATI (11) GRUPO VW (10) RENAULT-NISSAN (10) MERCEDES-BENZ (9) AUDI (7) BMW (6) VOLVO (5) LIFAN (4) OPEL (4) ROSSIN-BERTIN (Vorax) (4) SUZUKI (4) ABARTH (3) MITSUBISHI (3) RAM (3) SAAB (3) ASTON MARTIN (2) BMW-i (2) CADILLAC (2) LANCIA (2) LAND ROVER (2) MG (2) PORSCHE (2) TATA (2) GEELY (1) LINCOLN (1) MAHINDRA (1) MAZDA (1) MINI (1) PAGANI (1) SMART (1)